Quando foi a última vez que você lembrou da sua fertilidade?


Como saber se a mulher é fértil?

A fertilidade de uma mulher está diretamente relacionada à quantidade e qualidade dos seus óvulos e à saúde do seu sistema reprodutor e endócrino. Genética e alguns hábitos também tem um papel importante na fertilidade. É na visita regular ao ginecologista que a mulher mantém a saúde do seu sistema reprodutivo, incluindo ovários, trompas e útero. O médico pode diagnosticar e tratar as doenças que dificulta ou até mesmo impedem a gestação, como por exemplo endometriose, síndrome dos ovários policísticos, problemas nas tubas uterinas e a menopausa precoce. Para avaliar se a mulher tem uma boa quantidade de óvulos, o que é diretamente relacionada à sua capacidade de ter filhos, o ginecologista pode solicitar exames que fornecem uma estimativa dessa reserva ovariana, como o Hormônio Anti Mulleriano e o Hormônio Folículo Estimulante (exames de sangue) e a contagem de folículos antrais (exame de imagem). Alguns sinais de alerta A mulher deve ficar alerta para alguns sinais de que a fertilidade pode estar comprometida: - Ciclos menstruais irregulares podem ser indicativo de algumas doenças ou diminuição da reserva ovariana (número de óvulos). - Se mesmo com avaliação ginecológica e exames normais a mulher não engravidar após um ano de tentativas, considerando relações sexuais frequentes sem uso de método anticoncepcional, é necessário investigar infertilidade. Abortos repetitivos são sugestivos de algum fator de infertilidade e devem ser investigadas as causas. - Dores durante a relação sexual e cólicas menstruais de forte intensidade podem estar relacionadas à Endometriose, que pode comprometer a fertilidade. - Infecções sexualmente transmissíveis (como por exemplo a Clamídia). Exercícios físicos de alto impacto e extenuantes podem interferir transitoriamente na fertilidade.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags