Anticorpos anti-espermatozoides

Anticorpos anti-espermatozoides

Uma das causas de infertilidade nos homens ocorre porque o seu próprio corpo produz defesas contra os espermatozoides. Quando a formação de anticorpos ocorre, o espermatozoide pode não conseguir migrar pelo colo de útero, atingir o local da fertilização ou fertilizar o óvulo. Traumatismo no escroto, torção de testículo, obstrução do trato seminal, varicocele e infecção do sêmen podem deflagrar o mecanismo de formação dos anticorpos anti-espermatozoides.

 

Exame

O exame que identifica a formação de anticorpos contra o espermatozoide é chamado de anticorpos anti-espermatozoides. Ele identifica a imunoglobulina presente (IgA e IgG) localizando a região de fixação do anticorpo, ou seja, qual local do espermatozoide ele está “atacando”. Os anticorpos ligados à cabeça e parte proximal da cauda são os que mais afetam a fertilidade. Anticorpos ligados na ponta da cauda não afetam significativamente a penetração do sêmen no muco cervical.