O que se sabe sobre Coronavírus e gestação até agora

April 23, 2020

 

Um documento oficial do Royal College of Obstetricians e Gynaecologists, do Reino Unido, relatou os efeitos do Coronavírus em gestantes e seus bebês até a data de hoje (23/04/2020). Acompanhe:

 

Efeito do Coronavírus em mulheres grávidas

 

• Grávidas podem apresentar reações diferentes e individuais em resposta à infecção pelo COVID-19.

• Existem evidências crescentes na população em geral, inclusive em gestantes, de pacientes assintomáticos.

• A maioria das grávidas infectadas pelo vírus experimenta apenas sintomas leves ou moderados do tipo resfriado / gripe. Tosse, febre, falta de ar, dor de cabeça e anosmia são outros sintomas relevantes. Porém, sinais e sintomas graves também podem estar envolvidos, porém com menor frequência.

• Os riscos para as mulheres grávidas parecem aumentar em particular durante o último trimestre da gravidez. 

• Ainda não há estudos publicados que apresentem dados de acompanhamento gestacional e fetal com grávidas infectadas no primeiro semestre.

• Evidências emergentes sugerem que os indivíduos admitidos no hospital com COVID-19 também são hipercoaguláveis, daí associação a um risco aumentado de tromboembolismo venoso materno (TEV).

• Há relatos de aumento no número de partos prematuros em mulheres com o novo Coronavírus, mas ainda não estão totalmente esclarecidos.

 

Efeitos do COVID-19 no feto

 

• Atualmente, não existem dados sugerindo um risco aumentado de aborto ou perda precoce da gravidez em relação a COVID19. 

• Ainda não há evidências de que o vírus cause má-formações.

• Evidências muito recentes sugeriram que o vírus possa ser transmitido da mãe para o filho durante a gestação, embora a proporção de gestações afetadas e a importância para o neonato ainda não foi determinada.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

March 19, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags