É possível reverter a Vasectomia?


Referência no País em infertilidade masculina e agraciado pela Universidade de Cambridge (Inglaterra) como um dos maiores cientistas em Reprodução Humana, o urologista Fábio Pasqualotto explica que é possível reverter a vasectomia e devolver a chance de muitos homens a serem pais novamente. “A reversão da vasectomia tem mais chances de resultar em gravidez quando a vasectomia for realizada num período mais recente. Pacientes com um intervalo inferior a três anos de realização da vasectomia têm chances de sucesso de até 90%, e os vasectomizados há mais de 15 anos têm taxas de sucesso estimadas entre 40% a 70%”, comenta.


A vasectomia promove “interrupção do transporte” dos espermatozoides dos testículos para fora do pênis, cortando o ducto pelo qual o espermatozoide migra durante o processo de ejaculação (ducto deferente). Isto é, os espermatozoides produzidos não são liberados do testículo. Na reversão de vasectomia os cirurgiões realizam uma nova microcirurgia com o auxílio de microscópio cirúrgico para reconectar esse ducto de transporte. Após a retirada dos pontos o homem já está apto a manter novamente relações sexuais, sendo que a operação não interfere em seu desempenho sexual.


“Caso a cirurgia de reversão não obtenha êxito ou mesmo o paciente opte por não realizá-la e ainda assim permaneça o desejo de se ter filhos, pode-se recorrer à fertilização in vitro”, diz o urologista. É realizada uma avaliação diagnóstica do casal e, se houverem condições clínicas, pode-se obter espermatozoides viáveis (mesmo do homem vasectomizado) por meio de uma biópsia, punção testicular ou do epidídimo.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags